Dúvidas
Plástica das Mamas

1- Qual a idade ideal para se fazer esta cirurgia?
R- Normalmente, somos procurados pelas pacientes que já estão na idade adulta e inclusive na terceira idade. Porém, a partir dos 15 até os 18 anos, as adolescentes que têm as mamas muito grandes, causando dores na coluna ou constrangimento social, já podem ser submetidas. Nestas, é importante salientar que pode ocorrer algum aumento das mamas operadas, pois ainda não completaram totalmente o seu crescimento. 

2- Qual a anestesia utilizada?
R- Pode ser a anestesia geral ou a peridural com sedação.

3- Como são as cicatrizes?
R – Basicamente temos 3 tipos de cicatrizes:

  • Cicatriz em ‘T’ invertido: usada em pacientes que tenham elasticidade da pele comprometida e que precisam de médias ou grandes correções. Associa a cicatriz periareolar com a cicatriz vertical e outra na dobra inferior da mama, horizontalmente.
  • Cicatriz vertical: é aquela que vai da porção inferior da aréola até a dobra inferior da mama. Também terá associada cicatriz periareolar. Usada em pacientes com boa elasticidade da pele e que precisam de pequenas ou médias correções.
  • Periareolar: é a cicatriz ao redor da aréola. Somente pacientes jovens com a elasticidade da pele mantida e que necessitam de pequenas correções é que são boas candidatas para este tipo de cicatriz.

4- As cicatrizes ficam marcadas?
R- Depende do caso: pacientes com pele clara têm, com freqüência, cicatrizes finas e da cor da pele. Aquelas com a pele mais escura, assim como as orientais, têm uma possibilidade maior de desenvolverem cicatrizes mais escuras. Por fim, existem pessoas que têm uma tendência natural a desenvolverem cicatrizes mais grossas. De qualquer forma, caso ocorram cicatrizes inestéticas, elas são passíveis de tratamento, seja através de um retoque cirúrgico, pelo uso de cremes e pomadas, uso de placas de silicone ou irradiação ( Beta-terapia).

5- Qual o tempo de cirurgia e de internação?
R- A cirurgia dura de 3 a 4 horas. O tempo de internação é de 12 a 24 horas.

6- Pode amamentar após esta cirurgia?
R- Sim. Apenas é importante que as pacientes saibam que novamente suas mamas irão aumentar durante a gravidez e, portanto, podem apresentar flacidez e queda após a amamentação. Caso necessário, podem ser re-operadas. Somente em raros casos de mamas extremamente grandes é que as pacientes poderão ter problemas para a amamentação no pós-operatório.

7- Utilizam-se drenos nesta cirurgia?
R- Na maioria dos casos não. Somente em pacientes com mamas muito grandes é que pode se fazer necessário o uso de drenos. De qualquer forma, a sua retirada costuma ser tranqüila e indolor.

8- O pós-operatório é dolorido?
R- Habitualmente não; a menos que a paciente não respeite as recomendações quanto à movimentação dos braços e de repouso.

9- Qual será o formato das mamas no pós-operatório?
(fig 2)


R- Nas primeiras 4 semanas, as mamas estarão bem “empinadas” e projetadas para frente. Após isso, devido ao próprio peso, a pele na porção inferior irá se esticar um pouco e as mamas ocuparão sua posição habitual no tórax, apresentando um aspecto gracioso, com uma leve concavidade na porção superior e uma leve convexidade na porção inferior. 10- Quando poderei voltar ao trabalho e à prática de exercícios? R- Sendo uma profissão que não demande esforços físicos, geralmente com 2 semanas. Exercícios leves como caminhadas poderão ser retomados entre 3 a 4 semanas. Exercícios que envolvam o uso dos ombros e músculos peitorais, somente após uns 2 meses. 










Cadastre seu e-mail para receber artigos e informações sobre cirurgia plástica.

e-mail: cadastrar remover cadastro    OK   
Queens County Farm Museum