Cirurgias

Lipoaspiração


 
A lipoaspiração é a cirurgia onde através de pequenas incisões (0,3 a 0,7 cm) introduzimos cânulas de vários tamanhos logo abaixo da pele para retirarmos o excesso de gordura.

É importante salientar que a “lipo” não se destina ao emagrecimento de pessoas obesas, mas sim à correção do contorno das regiões do corpo com excesso de gordura “localizada”.

Vários locais podem ser candidatos a uma “lipo”: pescoço (“papada”), tórax lateral e posterior, mamas, abdômen anterior, lateral e posterior, coxas, culotes, pernas, joelhos, etc (fig 1).
 
 
A cirurgia é feita introduzindo-se as cânulas sob a pele e, com movimentos repetitivos, aos poucos vamos retirando a gordura excedente que vai sendo sugada até deixarmos com a espessura adequada (fig 2).
 

Podemos realizar a “lipo” com infiltração prévia de soro com adrenalina na gordura. Esta infiltração permite que o procedimento tenha um sangramento menor e conseqüentemente menos “manchas roxas”.

Além disso, para ficarmos dentro dos parâmetros de segurança do Conselho Federal de Medicina (CFM), quando fazemos a “lipo” com infiltração, podemos retirar até 7% do peso da paciente em gordura. Caso não infiltremos, devemos retirar no máximo 5%. Também é recomendado que não ultrapassemos 40% da área corporal.

O tempo de internação geralmente é de 24 horas, excetuando-se as menores, como no pescoço, nas quais podemos liberar a paciente ao final do procedimento.

No pós-operatório é obrigatório o uso de cintas elásticas entre 30 e 60 dias (fig 3).
 
 
O termo “Lipoescultura”, por sua vez, refere-se ao ato de fazermos lipoaspiração de um determinado local e utilizarmos a gordura aspirada para correção de pequenas depressões em outras partes do corpo da paciente.









Cadastre seu e-mail para receber artigos e informações sobre cirurgia plástica.

e-mail: cadastrar remover cadastro    OK